25 de outubro de 2010

Mudar é preciso

O Criador, na Sua inteligência suprema, estabelece que Dele surjam seres com potencial infinito de crescimento através de mudanças constantes e poder conhecê-Lo na glória da existência e consciência do todo.Nada está totalmente parado. Tudo muda com o passar do tempo que não podemos parar. Desde a matéria mais bruta, passando pelas combinações químicas, as organizações biológicas, as elaborações psíquicas, até os conhecimentos e o saber espiritual, às verdades mais sutis.
Tudo está em constante transformação e não podemos ainda saber para onde o progresso nos levará.Tudo é mudança e movimento. A matéria vibra em ondas, radiações, partículas elementares, átomos e moléculas. São giros, deslocamentos, emissões e combinações incontáveis que percebemos apenas os aspectos maiores das suas manifestações.
Trocamos, sem cessar, com o meio ambiente, substâncias como o oxigênio, a água, o carbono dos alimentos e os devolvemos à natureza transformados, como o gás carbônico e diversos resíduos orgânicos.Os constituintes básicos do nosso corpo foram formados no núcleo das estrelas, devolvidos ao espaço sideral e reaproveitados na formação de novos mundos como a própria Terra, onde a vida pode se desenvolver.
Conhecemos bem os ciclos terrestres do ir e vir. A água suja dos esgotos se torna limpa e até potável novamente para ser reaproveitada. Muitos átomos já fizeram parte de diversos vegetais e animais e, hoje nos sustentam a base orgânica. Continuarão, sem parar, novos ciclos em novos seres, futuro afora.
No organismo, trilhões de células se renovam dando origem a outras em diversos órgãos. Trocamos a pele a cada trinta dias, os glóbulos vermelhos a cada cem. Após sete anos, temos quase um corpo renovado. O sangue é movimentado pelo coração e pelos músculos do corpo todo oitenta vezes por minuto, mais de cem mil vezes por dia, quarenta milhões por ano, três bilhões numa vida de 75 anos. A orquestra da vida é ação sem parar!
Produzimos substâncias que atuam e são degradadas a cada instante. Com as emoções liberamos adrenalina que aumenta o ritmo cardíaco, a pressão, o consumo de oxigênio, a visão e até nossa força. Em seguida ela é modificada e novo equilíbrio se estabelece. Sem percebermos somos um laboratório ambulante onde nervos e substâncias fazem todo tipo de ação e reação dentro de nós, mantendo a vida.
Evoluímos fisicamente, desde animais muito primitivos até o que somos hoje, pela ação constante do tempo que nos seleciona cada vez mais rumo à plenitude. Com um cérebro cada vez mais complexo, dos grunhidos e gritos chegamos à fala e à linguagem. Das emoções primitivas atingimos a capacidade de pensar, raciocinar e escolher, abstrair e intuir. Conheceremos, futuramente, novas formas de comunicação.
Somos ainda muito pequenos na imensidão do universo. Fugazes na infinidade do tempo. Mas tão importantes nos planos do Criador que não podemos mais deixar de existir. Segundo Sua lei: nascer, viver, morrer e renascer. Mudamos sempre na Sua direção.

Dr. Roberto Romano.

21 de outubro de 2010

Obsessão Espiritual no Casamento

O Espiritismo enxerga a família e o casamento como a base da sociedade civilizada, entendendo-o como um acordo fraterno entre duas almas que unem-se para, juntas, progredirem. Por suas condições peculiares, o matrimônio reúne condições únicas para que possamos evoluir neste planeta. O convívio diário nos ensina a tolerar o próximo, a renunciar a nossos pequenos (e às vezes grandes) prazeres e a direcionar nossos esforços para a família e, não mais, para os nossos objetivos particulares e individuais. O casamento é um exercício diário de amor, respeito, aprendizado e evolução. Quando o respeito é esquecido, abrimos brechas para que ai se infiltrem desordens várias. Uma dessas desordens é a obsessão espiritual, ou seja, a perseguição de espíritos objetivando desestruturar aquele lar, aquela família e, assim, conseguir atingir a pessoa a por quem se nutre sentimentos de ódio.
Antes de continuarmos, fazemos um alerta: Evidentemente, nem todo problema conjugal é causado por espíritos. Longe disso. Mas neste blog nos concentramos em esmiuçar o viês espiritual, apresentando casos e situações em que a influência dos espíritos atrasados se faz patente na vida das pessoas. Quais as técnicas usadas pelos obsessores para tentar destruir um casamento. Os obsessores utilizam-se de muitas e variadas técnicas para tentar destruir um casamento e aqui, falaremos de algumas sem a menor expectativa de esgotar o assunto.
Quando um espírito tenta destruir uma relação, o que o move mais comumente é uma forte relação com um dos cônjuges. Algumas vezes, o espírito perseguidor odeia um dos cônjuges por qualquer motivo que teve origem no passado, seja na vida atual ou em outra encarnação. Desentendimentos conjugais podem ter, também, causas espirituais Outras vezes, entretanto, o obsessor (ou obsessora), deseja destruir aquela instituição familiar não porque odeia, mas porque ama uma das pessoas que agora está casado…
Na verdade, esse “amor” é um sentimento que enlouqueceu, contaminado pelo ciúme, pelo desejo de posse e pela ignorância das leis do mundo espiritual. Isso é muito comum no campo das obsessões espirituais. Muitos lares são desfeitos atualmente porque um espírito obsessor tem interesses particulares sobre um dos cônjuges, seja por não aceitar que ele se relacione com mais ninguém, seja porque o odeia e deseja destruir sua vida.
Quando um obsessor tenta atacar um casamento, ele normalmente busca a pessoa mais fragilizada da casa para entrar no seu campo mental e influenciar o seu comportamento. Ora, dentro de um lar, basta que um único integrante esteja em desarmonia para que todos os demais integrantes sintam a perturbação. Esse integrante da família pode ser um dos filhos do casal, um parente assíduo como uma sogra, um cunhado, ou um dos cônjuges, naturalmente.
Uma das técnicas obsessivas é a de ocupar a casa mental de uma das pessoas da casa, de tal forma que ela reduza a atenção sobre a família, ou sobre o marido/esposa, sobre os filhos, enfim. Isso é muito comum. E eles fazem isso com uma facilidade lamentável. Basta estimular o marido a aumentar a carga de trabalho, projetando em sua tela mental a possibilidade de maiores promoções, por exemplo, plano esse que se obtiver êxito fará com que a esposa fique sem a devida atenção no lar, sentindo-se abandonada e não amada…
Instala-se facilmente a insatisfação, as cobranças, os desentendimentos e a desarmonia, tudo isso fomentado à pólvora pelo obsessor… Outras vezes espíritos mais adestrados nas técnicas obsessivas projetam algo como um escudo entre os dois conjuges, bloqueando completamente a energia, a interação, as trocas energéticas e afetivas entre ambos. Essa é uma técnica de manipulação fluídica das mais perversas e, infelizmente, muito usada por tais espíritos ligados ao mal. Quando ocorre isso, a consequência natural é a perda de interesse entre ambos, causando incompreensões, dificuldades absurdas de diálogo, distanciamentos , desamor e muita dor.
Talvez a pior parte seja o fato de ambos os esposos relatarem que não conseguem entender o que está havendo entre eles porque brigam muito, não se entendem, se irritam facilmente com qualquer atitude do outro mas, quando estão sozinhos ou em momentos de reflexão, sentem que se amam… Muitos casais se desesperam porque sabem que a chama do amor está bem viva entre eles mas, a despeito de tudo, não conseguem vier em harmonia.

O tratamento espírita para a Obsessão Conjugal
A obsessão conjugal, digamos assim, requer esforço e muita seriedade para que seja debelada, eliminada. Para se tratar uma obsessão dentro de uma família precisa-se primeiro compreender que nem sempre ambos aceitarão que estão sendo perseguidos por espíritos.
Em casos assim, o cônjuge deve buscar um tratamento espiritual na Casa Espírita e iniciar a terapêutica imediatamente.

Publicado por Ylen Asor e arquivado em Obsessão


15 de outubro de 2010

Enquanto você dispõe de tempo...


Procure agir para o bem, enquanto você dispõe de tempo.
É perigoso guardar uma cabeça cheia de sonhos, com as mãos desocupadas.
Acenda sua lâmpada, enquanto há claridade em torno de seus passos.
Viajante algum fugirá às surpresas da noite.
Ajude o próximo, enquanto as possibilidades permanecem de seu lado.
Chegará o momento em que você não prescindirá do auxílio.
Utilize o corpo físico para recolher as bênçãos da vida Mais Alta, enquanto
suas peças se ajustam harmoniosamente.
O vaso que reteve essências sublimes ainda espalha perfume, depois de abandonado.
Dê suas lições sensatamente, na escola da vida, enquanto o livro das provas
repousa em suas mãos.
Aprender é uma bênção e há milhares de irmãos, não longe de você, aguardando
uma bolsa de estudos na reencarnação.
Acerte suas contas com o vizinho, enquanto a hora é favorável.
Amanhã, todos os quadros podem surgir transformados.
Ninguém deve ser o profeta da morte e nem imitar a coruja agourenta.
Mas enquanto você guardar oportunidade de amealhar recursos superiores para a vida espiritual, aumente os seus valores próprios e organize o tesouro da alma, convicto de que sua viagem para outro género de existência é inevitável.

Pelo Espírito André Luiz
Psicografia de Chico Xavier